Uncategorized

Endívias recheadas com nozes e roquefort

Posted by on jan 5, 2015 in entradas, Uncategorized, vegetariano
No Comments

endivias

Outra receita do Ottolenghi, esta é bem simples. É fria, são folhas de endívias sobrepostas, recheadas com uma pasta de nata e roquefort, e uma guarnição de nozes e castanhas de caju torradas e azeite de oliva. As endívias, tão amargas normalmente, ficam nesta receita quase docinhas…

  • 2 endívias
  • 60g de roquefort
  • 3/4 de xícara de nata
  • 1/3 de xícara de nozes
  • 1/3 de xícara de castanha de caju
  • 1 colher de chá de manteiga
  • sal e pimenta branca a gosto
  • azeite de oliva para regar no fim

Rale o queijo, misture com a nata, o sal e a pimenta. Bata com um fouet. Em uma frigideira, frite as nozes e castanhas esmagadas na manteiga, mexendo bem, até torrar. Retire as folhas externas das endívias se estão muito machucadas, e separe as outras folhas.

Faça a montagem a seguir: Pegue uma folha grande, e unte com meio centímetro de pasta de queijo. Use as mãos mesmo, para ter bem certeza que toda a folha esteja untada. Faça a mesma coisa com uma folha menor, e coloque por cima, apertando para formar um tipo de mil-folhas. Faça montagens assim de 4 ou 5 folhas. Por cima, despeje um pouco da mistura de nozes, e regue com azeite de oliva. Sirva frio.

Onde encontrar!!

Posted by on nov 9, 2009 in onde, Uncategorized
No Comments

Hm, este é um post que não fala de receitas, mas é indispensável para que elas aconteçam. Aqui vamos contar onde encontramos os ingredientes que usamos. Moramos em São Paulo, capital, então todas as nossas fontes são daqui. Claro que se pessoas de outros lugares quiserem dar indicações, comentários são sempre bem-vindos! 🙂

  • Mercado municipal paulistano: o grande rei da confraria! Frutas, legumes, peixes, carnes, queijos e temperos maravilhosos. Nem sempre é barato, mas sempre gostoso. Tem os temperos mais em conta e variados. R. da Cantareira, 306 – Sé São Paulo – SP (0xx)11 3228-0673
  • Casa Flora: a importadora mais em conta. Vários produtos importados e vinhos com preços bem amigáveis. E muitas coisas deliciosas. Fica na zona cerealista. R. Santa Rosa, 207 – Brás São Paulo – SP
  • Empório Roots: Loja especializada na venda de produtos integrais, naturais, diet, light e orgânicos. O carro-chefe daqui são os cereais e as frutas secas. Bom preço e qualidade excelente. Fica na zona cerealista, onde tem várias outras casas do mesmo tipo. Av. Mercúrio, 222 – Brás São Paulo – SP
  • Central do sabor: loja especializada em artigos para doces, sobremesas e confeitaria. Vende chocolates Callebaut e doce de leite Conaprole. Nessa mesma rua ficam várias lojas especializadas em utensílios para restaurantes. Rua Paula Souza, 190 – Sé São Paulo – SP
  • Casa Santa Luzia: ao lado do mercado municipal é a rainha da boa mesa de São Paulo. Tudo o que você achar difícil, quase mesmo impossível de encontrar, procure aqui e não se decepcionará. Importadora de tudo o que é delicioso ao redor do mundo, sempre tem alguma promoção para agradar o seu bolso. Alameda Lorena, 1471 – Jardins São Paulo – SP
  • Mercearia Fukomoto: de todos os mercadinhos da Liberdade esse é o nosso preferido. Preços absolutamente em conta e não é “tão” lotado. O nosso fornecedor de iguarias japonesas. Rua das Estudantes, 25 Liberdade – São Paulo – SP
  • Mercearia Meisim: uma enorme variedade de produtos orientais em geral, não apenas japoneses. Muitas coisas deliciosas. E outras estranhas. 🙂 Praça da Liberdade, 83 – Liberdade – São Paulo – SP
  • Supermercado Zaffari Shopping Bourbon: precisando de um produto gaúcho? No Zaffari tem tudo o que precisar, até mesmo roupas. Mas o carro chefe daqui são as carnes, em enorme variedade e quantidade. Só não tem pão de xis… uma pena. Rua Turiassú, 2.100 – São Paulo – SP
  • Sacolão Higienópolis: verduras, legumes e frutas frescos e lindos. Não é o lugar mais barato, mas a qualidade é excelente e é o sacolão mais próximo da nossa casa. Rua Dona Veridiana, 158/162 – Higienópolis – São Paulo – SP
  • Empório La Rioja: vinhos em graande quantidade e de todas as qualidades. Váriosprodutos importados também. Rua da Cantareira, 709 – Sé São Paulo – SP
  • Empório Frei Caneca: uma carta impressionante de cervejas. O que ganha em distância (de nós) perde um pouco no preço. Tem outros produtos importados também. Rua Frei Caneca, 569 – Consolação – São Paulo – SP
  • Emporium Dinis: uma importadora que tem um pouco de tudo. Não é barato, mas quebra o galho em caso de necessidade. Av Higienópolis, 618, Lj 143 – Higienópolis São Paulo – SP
  • Vinhais: carnes e laticínios e alguns produtos imprtados com preço bem interessante. Rua Frei Caneca, 841- Cerqueira César – São Paulo – SP
  • e por fim: Supermercados Pão de Açúcar: onde sempre tem coisas com uma qualidade melhor que nos supermercados normais.

Então, boas compras e bom apetite para vocês!!

Paçoca de Pinhão da Mari

Posted by on jul 18, 2009 in Uncategorized
One Comment

Não é da Mariel nem da Mariana, é da Mari Bortoli mesmo, mais uma convidada especial do blog! A idéia era ir postando a receita conforme fosse sendo preparada, como no Macarrão dos Alpes, ditado pelo Michael, lembra? Mas se as circunstâncias não foram favoráveis naquele dia, não tardamos por esperar! Segue agora a deliciosa receita, aprovadíssima por mim e todos os demais convivas, acompanhadas das fotos impecáveis da Lis! 😉

Do jeitinho que a Mari ensinou:

  • 2 kg de pinhão
  • 1 kg de filé de carne de porco
  • 200 g de bacon
  • 2 pimentas (dedo de moça s/sementes)
  • 1 maço de salsinha
  • Sal

Primeiro passo:

Cozinhe o pinhão numa panela de pressão por aproximadamente 40 minutos. Descasque o pinhão. Aos poucos, num triturador, triture o pinhão descascado. Reserve.

Segundo passo:

Numa panela de ferro, frite a carne de porco por aproximadamente 30 minutos (use pequenas quantias de água – colheradas – para evitar que a carne queime). Acrescente o bacon e deixe fritar por mais uns 10 minutos. Acrescente sal a gosto.

Terceiro passo:

Pique com uma faca a salsinha e a pimenta.

Quarto passo:

Junte o pinhão triturado com a carne de porco e o bacon. Mexa todos os ingredientes até a mistura ficar parelha. Junte a salsinha e a pimenta.

Sirva com arroz branco e vinho.”

Hummm! Sabe o quê?! Acho que vou fazer hoje mesmo! 😀

Você sabia? A paçoca de pinhão é uma receita típica de Santa Catarina, onde o fruto* da araucária é abundante. É ou era, pois dizem que o pinhão está em extinção. Não é de se duvidar, já que o frutinho era filho da quase extinta Mata Atlântica

*Na verdade o pinhão é uma semente.

Torta de limão

Posted by on jul 12, 2009 in Uncategorized
One Comment

Os ingleses costumam pretender que esta torta é uma receita francesa, mas não nos deixamos enganar tão facilmente assim, esta torta tem absolutamente todas as características de uma comida inglesa.

A massa:

  • 350g de farinha de trigo
  • 50g de açúcar
  • uma pitada de sal
  • 1 ovo
  • 50g de manteiga
  • meia-xicara de leite

Misture a manteiga com a farinha e o açúcar, depois acrescente os outros ingredientes e misture até obter uma massa bem lisa. Abra ela com um rolo de confeiteiro numa superfície polvilhada com farinha, até formar uma área maior que a sua forma de assar, unte a forma com manteiga, e coloque a massa dentro. Dobre tudo que sobra para dentro.

O recheio:

  • Suco de 3 ou 4 limões, dependendo de quanto ácida você quer a torta. Dá para fazer com limão tahiti ou siciliano.
  • 200g de açucar
  • 200ml de creme de leite
  • 3 ovos

Minha mãe faz uma versão um pouco diferente, onde ela acrescenta 75g de farinha de amêndoa e um pouco mais de açúcar, que dá um recheio bem mais sólido, mas o principio é o mesmo: coloque todos os ingredientes num recipiente e misture bem. Depois, despeje dentro da massa.

Asse por 40 minutos em forno bem quente (>250°C), e deixe esfriar antes de servir.

Peixe a delícia

Posted by on jul 12, 2009 in Uncategorized
No Comments

Esta receita é na minha opinião uma das melhores comidas do Ceará, junto com a carne de sol com baião-de-dois, que tentarei fazer um dia desses. São postas de peixe assadas com bananas em um molho branco. eu também adiciono leite de coco, que não faz parte da receita original, mas que tem tudo a ver. Você precisará de:

  • Um peixe de bom tamanho, cortado em postas. Depende de quantas pessoas você planeja alimentar, digamos que para 4 ou 5 pessoas você precisa de um peixe de 1kg a 1.5kg. Pode ser a princípio qualquer um, já usei cação, tainha e outros dos quais não lembro o nome, todos ficaram ótimos.
  • Um vidrinho (200ml) de leite de coco
  • 6 ou 7 bananas prata
  • uma ou duas cebolas
  • 4 colheres de sopa de farinha de trigo
  • meio-litro de leite
  • 75g de manteiga
  • sal
  • 50g de queijo parmesão ralado

Unte um prato para assar com óleo ou manteiga, e dispõe as postas de peixe no fundo. Descasque as bananas, corte elas em dois no sentido cumprido, acomode elas entre as postas, e despeja metade do leite de coco por cima.
Em uma panela, derrete a manteiga, e frite a cebola cortada bem fininho. Quando fica dourada, adicione a farinha, misture bem, e faça um molho béchamel assim: Sem parar de mexer, acrescente leite aos poucos, deixe engrossar, acrescente mais leite, deixe engrossar de novo, e assim por diante. quando começa a não querer engrossar mais tanto, o molho está pronto.
Despeje o molho em cima do peixe, espalhe e regue com o resto do leite de coco. Polvilhe o parmesão ralado por cima.
Asse em forno quente (>250°) por mais ou menos 45 minutos. Sirva acompanhado de arroz branco (ou, como aqui, de arroz quilombola).

Barrinhas de chuva (Barrinhas de aveia)

Posted by on jul 11, 2009 in Uncategorized
2 Comments

Variação sobre a receita, usando também passas, linhaça, gergelim e flocos de cevada.

Indo além da pipoca de microondas e do bom e velho bolinho de chuva, segue uma delícia rapidinha para os sábados chuvosos. Barrinhas de aveia práticas, gostosas e saudáveis.

  • 120g de manteiga
  • 5 colheres de sopa de mel
  • 250g de aveia em flocos
  • 6 mariolas picadas(banana-passa ou outra fruta seca ou cristalizada)

Derreta, numa frigideira, a manteiga em fogo baixo, cuidando para não escurecê-la. Acrescente o mel e dissolva, mexendo sempre, ainda no fogo. Junte então a aveia e a mariola picadinha e vá misturando, mexendo sempre por mais uns 8 minutos. Coloque então numa forma untada não muito grande (pode ser de bolo inglês), nivelando e apertando com as costas de uma colher. Leve ao forno médio por cerca de 20 minutos.
Corte no formato de barrinhas ou losangos, mas só depois de morna, caso não queira transformá-las em granola! Dá para comer morna ou fria, e você pode experimentar infinitas variações sobre a base de aveia, manteiga e mel.
Bom apetite!

Pavê de Coca Zero e Café

Posted by on jul 11, 2009 in Uncategorized
No Comments


Não jogue mais café fora! Guarde durante a semana e faça esse delicioso pavê light pro almoção de domingo!

Mais um oferecimento Patisserie dos Prazeres!

  • 1 litro de café forte ou nescafé forte
  • 1 lata de leite condensado light
  • 1 lata de Coca zero
  • 10 colheres de amido (maisena, fécula de batata ou creme de arroz)
  • 2 pacotes de biscoto inglês ou champagne
  • 1 colher de manteiga
  • mais um pouco de coca, rum, ou líquido de sua preferência para molhar o biscoito
Misture os líquidos e reserve cerca de dois copos para dissolver o amido. Leve a mistura ao fogo, e quando ferver, acrescente o amido dissolvido. Dê o ponto cremoso, desligue, e acrescente uma generosa colher de manteiga. Bata vigorosamente.
Montagem:
Um camada bem fina de creme, no recipiente da sua preferência, uma de biscoito bem molhado. Vá alternando biscoitos e creme, finalizando com creme. Leve à geladeira até ficar firme. Desenforme e sirva decorado com uma mistura de chocolate em pó com canela ou com calda de chocolate com menta. É uma delícia!

Vlaams stoofvlees (Carbonadas a flamenga)

Posted by on jun 23, 2009 in Uncategorized
One Comment


Aqui está outro ícone da cozinha belga: as carbonadas a flamenga, ou, em flamengo, vlaams stoofvlees. É basicamente um cozidão feito com carne, legumes e cerveja. É bem fácil de fazer e os ingredientes são fáceis de encontrar:

  • 8 a 10 batatas bem pequenas
  • 2 ou 3 cenouras
  • 2 belas cebolas
  • 600-700g de carne bovina em cubos. Pode ser qualquer tipo. Como na maioria dos cozidos, carne de menor qualidade funciona muito bem.
  • uma caixinha (+/-70g) de cubinhos de bacon
  • um pouco de pão, de preferência algumas fatias bem grossas de pão integral
  • uma lata de cerveja escura ou bock
  • mostarda (de tipo francesa, ou de Dijon)

Frite um pouco o bacon em uma panela, coloque por cima as cebolas cortadas em pedaços grossos. Deixe dourar, e acrescente as cenouras cortadas em pedacinhos, e as batatas cortadas em pedaços grandes, com casca. Acrescente toda a lata de cerveja, tampe a panela e deixe cozinhar por 20 minutos. Coloque os cubos de carne, e continue cozinhando por outros 20 minutos. Se seca muito, acrescente mais cerveja ou um pouco de água. Se você quiser dar um toque brasileiro, acrescentar um copinho de cachaça fica muito legal.

Do lado, torre as fatias de pão de cada lado por alguns minutos em uma frigideira. Passe uma generosa camada de mostardaem cada fatia. Mergulhe as fatias no cozido, e deixe cozinhar por mais 5 minutos, sem muito mexer para não desmanchar demais o pão. Pronto! Só falta abrir uma boa Chimay (cerveja escura belga), ou alguma outra cerveja bock ou escura não muito doce de preferência. Smakelijk eten!